Mensagens

Uma sociedade deslumbrada...

Imagem
OLÁ...




PEDRADA NO SHARKO
Vivo de momento estupefacto e assustado com a consciência que me chega, a minha auto-consciência e a consciência do mundo que me rodeia, esta última assombrosa.

Sou analista visionário, questiono resultados, causas e efeitos e espanta-me o estado actual do meu país, um país com quase 1000 anos, onde, reza a história, nasceram bravos conquistadores que criaram a cultura mais rica alguma vez proliferada na história, e hoje somos uma sociedade amedrontada e vitima do seu próprio padrão mental quando confrontado com as circunstâncias da actualidade. Na verdade a minha geração, estou nos 40, aprendeu a viver no limbo, no limbo de mudanças radicais, politicas, económicas e principalmente tecnológicas, onde constato que de super heróis adaptativos a novas realidades e aprendizagens passámos a escravos das mesmas, umas por descontrolo do controlo capitalista e outras por passarem rapidamente a serem necessidades básicas nos nossos relacionamentos e evolução em comunida…

INTRODUÇÃO DA PEDRADA AO SHARKO...

Imagem
Boa tarde,

em conversa com os meus tornei-me consciente do papel que estava a representar nos meus diversos ambientes e concluí que longe andava do estilo de vida que tanto sonhei e sonhava. Talvez por suas influências, por eu querer como qualquer Ser Humano ser aceite e valorizado pelos seus pares, igual a todos verdade? Imaginem os resultados… Podes estar a viver alguns parecidos, talvez...

Pois bem, depois das tomadas de consciência do pântano onde estava inserido, em recolhimento chamado pelo comum estado depressivo, assumi a coragem de conquistar aquilo que realmente é meu por direito e que me pode dar o dito significado maior, o propósito, a realização pessoal, pois assim o universo (tudo o que me influencia, causas e efeitos) me desafiou e me colocou num caminho dito "sem retorno", com autoconhecimento, autorreconhecimento e autoconsciência, arriscando tudo aquilo que julgava inicialmente meu para ser e fazer o que realmente me elevaria e me ensinasse a viver sem intenç…